Mulheres da AACD: Ecivane de Oliveira

 Em Sem categoria

Em 10 anos na AACD, a jornada de Ecivane teve diversos momentos. Em 2012 foi contratada como auxiliar de limpeza, cargo que ocupou por cinco anos. Nesse meio tempo foi promovida à camareira, função que a desafiou e trouxe até inseguranças.

“Eu não sabia nada de computador, quase desisti do cargo”. E foi aí que outras mulheres a inspiraram e motivaram. Uma ex-camareira, Beth, escrevia o que era necessário fazer e, assim, pouco a pouco, Ecivane pegou o jeito no computador.

“A Beth foi tipo a minha professora”.

Ecivane foi camareira da AACD por 3 anos, até que um novo convite surgiu: ser líder do setor. Mais uma vez, poder contar com o suporte de colegas de trabalho foi algo decisivo.

“Minha antiga chefe, Joelma, me incentivou muito, muito mesmo. Me ligava todo dia e me convenceu a aceitar a vaga. Fez tudo o que pôde e o que não pôde pra me ajudar.”

Hoje, Ecivane comanda uma equipe com mais de 40 colaboradores e se vê realizada com sua maior conquista na AACD.

“Acredito que eu já tinha o dom de liderar. Os colaboradores me respeitam muito, sou muito grata a eles e à chefia por confiarem em mim”.

Claro que o preconceito existe, afirma rapidamente, mas logo muda de assunto, dando conselhos às mulheres que estão iniciando agora suas carreiras.

“A gente só tem as coisas com força de vontade. Tem que partir pra frente porque dá certo. Nós, mulheres, temos capacidade, sim, de fazer. Nós somos capazes.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

onze − 4 =

Volatr ao topo