Mulheres na AACD: Regina Scripilliti

 Em Notícias

Diversidade, inclusão, mercado de trabalho: como a presença feminina é vista na AACD? A série Mulheres da AACD apresenta hoje a primeira convidada, Regina Scripilliti, vice-presidente voluntária do Conselho de Administração da instituição.

Ocupando o cargo de liderança há quase 20 anos Regina revela que, em momento algum, sentiu algum tipo de preconceito nessa jornada:

“Já somos inúmeras mulheres e voluntárias trabalhando, tivemos uma abertura muito grande em todo o conselho. Nos apoiaram, me senti muito confortável e muito bem recebida.”

Segundo dados do IPEA 2019, mesmo com crescimento em quantidade de mulheres no mercado de trabalho – em 2015, o público feminino já ocupava 61,5% das vagas de emprego – a igualdade salarial ainda é um problema. A diferença entre salários para homens e mulheres colocava o Brasil em 130º posição em relação aos demais países do mundo.

Com três mulheres à frente do Conselho da AACD, Regina salienta que elas estão ali por suas competências e pelas diferenças que cada uma possui para compor uma grande liderança. “A gente se prepara muito para preencher um cargo. Uma mulher, muitas vezes, batalha muito mais que um homem nesse sentido. Outro fator visto com bons olhos é a capacidade da mulher de planejar, alinhar, orientar e entender o que é saudável para todos. Não seria diferente em cargos de alta liderança, né?”.

Hoje, segundo Regina, a AACD possui uma governança forte, bem estruturada, respeitada e com impacto e muito disso foi construído com o apoio de todas as mulheres que estavam na gestão e conselho. “Ajudaram imensamente com um outro olhar, com outra percepção, com a sua sensibilidade”, revela.

Para as mulheres que pretendem ou sonham em conquistar um cargo de liderança, Regina dá um conselho: saber quando fazer um “pit-stop”: parar, respirar e renovar-se para começar de novo. “Você precisa ter um equilíbrio, ter um ponto para respirar e descansar para não entrar no ciclo vicioso”, finaliza a vice-presidente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

dezessete + quatro =

Volatr ao topo