Mulheres da AACD: Marie Jo Volny

 Em Notícias

Ter uma equipe que valoriza seu trabalho e torna o ambiente profissional um lugar acolhedor, com certeza, é um diferencial da AACD.

No caso da Mariê, auxiliar de limpeza, isso é um fator decisivo para continuar apaixonada por seu trabalho e dedicada à função que ocupa há mais de 4 anos.

“A Ana me escolheu mesmo”, diz enquanto relembra de sua entrevista de emprego. Entre 20 pessoas, Mariê foi a eleita para ocupar o cargo e, de lá pra cá, tudo só tem melhorado.

Há 10 anos no Brasil, a haitiana diz que sim, existe preconceito tanto por ser mulher quanto por ser estrangeira, mas a AACD é onde encontra conforto e estabelece relações como se fosse família.

“A Mariê que eu era há 4 anos atrás, não é a mesma de hoje. O amor com que eles me tratam faz eu me sentir melhor e trabalhar melhor”.

E é assim que, pouco a pouco, Mariê tem se tornado cada dia mais pertencente ao time da AACD: deixa o preconceito para trás e segue focada em conquistar seus objetivos pessoais e manter sua família unida e feliz.

DEIXE UM COMENTÁRIO

20 − dez =

Volatr ao topo