Junho Verde: 6 dúvidas sobre a Escoliose

 Em Notícias

No mês de conscientização sobre a Escoliose, conhecido como Junho Verde, levantamos as principais dúvidas dos nossos seguidores nas redes sociais sobre a patologia. Quando diagnosticada com antecedência, a Escoliose têm grandes chances de ser contida.

Todas foram respondidas pelo Dr. Paulo Cavali (CRM 64769), ortopedista da AACD especializado em deformidades da coluna de alta complexidade, que já realizou mais de 3.400 cirurgias de Escoliose durante 27 anos de carreira.

Como posso me prevenir da escoliose?
A melhor prevenção é a avaliação precoce, na infância ou na adolescência, por um ortopedista. Quanto antes forem feitos diagnóstico e tratamento, melhores serão os resultados.

Quais os tipos de escoliose?
Existem vários tipos, como as neuromusculares e congênitas, mas a mais comum é a Escoliose Idiopática.

É possível reverter escoliose com exercícios?
Somente as com ângulos abaixo de 20 graus. As escolioses estruturais não podem ser revertidas somente com exercícios.

A pessoa já nasce com escoliose ou adquire com o tempo?
A pessoa pode nascer com a escoliose e o tipo mais comum é a congênita. Mas a maioria das escolioses é adquirida com o tempo, geralmente na infância ou adolescência.

Existe uma idade limite para correção cirúrgica de escoliose severa?
Com o diagnóstico e indicação de cirurgia, não existe limite de idade. Há, porém, um limite mínimo: normalmente não são operados pacientes com menos de 2 anos de idade.

A escoliose pode progredir após uma cirurgia?
Não. Uma vez que a escoliose é operada e ocorrendo a cicatrização adequada, não existe a possibilidade de progressão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Volatr ao topo