Conheça a Telemedicina AACD

 Em Notícias

Você sabia que a AACD agora conta com consultas por Telemedicina?

A Dra. Daniella Neves, nossa diretora médica e líder do projeto, contou detalhes sobre a nova modalidade.
“A grande vantagem da Telemedicina é colocar o paciente certo no lugar certo. O paciente que vem mostrar um exame de sangue para uma cirurgia, por exemplo, não precisa viajar até aqui para mostrar isso”. Confira a entrevista completa:

O que é a Telemedicina?
A Telemedicina por definição é um atendimento feito à distância, que usa alguma alguma plataforma ou tecnologia para que isso ocorra. Ela pode ser feita por telefone ou vídeo, por exemplo.

Qual é o objetivo do projeto aqui na AACD?
Quando entrou pandemia, nós percebemos que os pacientes não estavam conseguindo chegar até a gente.
O principal objetivo do atendimento remoto foi melhorar a gestão de acesso nesse período difícil, mas pretendemos manter porque percebemos que eles gostaram muito e de fato é algo que vai ajudar em qualquer época.

Qual é a importância para pacientes e profissionais?
Nós fizemos o piloto no mês de julho com alguns médicos e terapeutas e eles atenderam consultas médicas e também terapias. Aplicamos pesquisa de satisfação após cada atendimento e, ao final do piloto, uma pesquisa única para os profissionais de saúde.
Nos surpreendemos porque a satisfação foi muito grande, tanto dos pacientes quanto dos profissionais.
Recebemos uma nota muito alta dos pacientes no NPS, foi mais de 80%. E o ponto principal foi que incluíram um agradecimento à AACD por estar cuidando deles num momento tão difícil. Enxergaram esse projeto também como uma preocupação com a questão do deslocamento, muitos moram em São Paulo mas pegam muitas conduções para chegar até aqui.

Como é feita essa consulta, tendo em vista que temos pacientes PCD, sem vê-los?
A Telemedicina AACD é por vídeo. Adquirimos uma plataforma na qual o profissional chama o paciente e consegue enxergá-lo. Não é necessário baixar aplicativos: o paciente recebe um link por e-mail, clica na hora e no dia combinado. Nós enviamos a ele todas as instruções, como estar em lugar confortável, tranquilo e sem muito barulho.
Lembrando que é uma consulta com todos os preceitos de uma consulta médica, privacidade e sigilo. Aquele médico ou terapeuta se responsabiliza pelo ato, não é só uma videochamada ou videoconferência, é de fato uma consulta. Ele vai poder emitir receitas ou solicitar exame através dessa plataforma e caso identifique que precisa de um complemento, convoca o paciente para vir presencialmente na semana seguinte. Isso dá uma tranquilidade tanto para o médico quanto a paciente de que nada vai ficar pela metade.

Quais pacientes estão sendo atendidos?
A princípio, selecionamos pacientes de consulta de retorno. Pacientes novos na AACD não podem ser atendidos por Telemedicina, porque o profissional não o conhece ainda.
Dentro das terapias elegemos modalidades, como a psicologia, que já possuía legislação antes da pandemia e a fonoterapia. Não conseguimos fazer a fisioterapia ou terapia ocupacional por Telemedicina, mas podemos fazer presencial e dar orientações para prática em casa. Tudo foi selecionado para não haver prejuízo.

Os pacientes elegíveis estão sendo contatados?
Sim. Entramos em contato com o paciente e se não aceitar, não tem problema algum. Ele pode preferir a consulta presencial e a sua vontade é soberana.
Começamos com pacientes de retorno do SUS ou particulares. Pacientes de operadoras de saúde ainda não participarão nesta primeira fase, porque estamos em negociação com os convênios sobre o pagamento dessa consulta remota.

A grande vantagem da telemedicina é colocar o paciente certo no lugar certo. O paciente que vem mostrar um exame de sangue para uma cirurgia, por exemplo, não precisa viajar até aqui para mostrar isso. A melhor sala de espera para o paciente muitas vezes é a sala da sua própria casa.

Showing 2 comments
  • Eliete
    Responder

    Meu neto espera a anos uma cirurgia no joelho mas infelismente nao chamam ele ,talvez por que ele era tratado pelo sus ,é lamentavel ,pois ele já está com 16 anos e creio que quanto mais demora mais dificil a reabilitação, mas fazer o que? Quando tem o teleton muita gente doa ,mas só quem.precisa de atendimento sabe como é difícil, meu nome é Eliete e meu tem é 11984277952 se alguém da aacd puder entrar em contato eu agradeço pelo menos para me dizer que meu neto não foi esquecido,muito triste

    • aacd-mkt
      Responder

      Olá Eliete!

      O SAC irá entrar em contato com você

      Obrigada

DEIXE UM COMENTÁRIO

1 × 4 =

Volatr ao topo