Tratamento Conservador das Escolioses

 Em Hospital

Por Dr. Maurício Coelho Lima (CRM: 147744)

O tratamento da escoliose pode ser dividido entre cirúrgico e não-cirúrgico (também chamado de tratamento conservador). O tratamento conservador engloba o uso de coletes e a reabilitação direcionada que pode envolver várias modalidades, além de abordagens combinadas entre esses métodos. A indicação do tratamento é feita com base na idade do paciente e na angulação da curva, sendo indicado para indivíduos esqueleticamente imaturos com curvas menores do que 40 graus.

Os métodos mais comuns de reabilitação direcionados para a escoliose são:  Reeducação Postural Global (RPG), Pilates, Isostretching, Schroth, Klapp e o método  SEAS (scientific exercises approach to scoliosis).  Apesar das particularidades de cada modalidade, de maneira geral, todas buscam o realinhamento vertebral, alongamento direcionado, ativação de cadeias musculares especificas, trabalho respiratório associado e melhora da consciência corporal do indivíduo.

Existem evidências controversas a respeito do real papel dos métodos de reabilitação na correção da escoliose (melhora da angulação da curva) e na capacidade de impedir a progressão da deformidade, havendo literatura que respalde tais efeitos e existindo, no entanto, diversos trabalhos que contestam tais afirmativas, não sendo possível, atualmente, estabelecer-se um conceito definitivo e inegável a respeito dessa questão.  No entanto, a realização da reabilitação de maneira correta e contínua tem um papel fundamental na melhora da qualidade de vida dos pacientes portadores de deformidades vertebrais e independente do método escolhido deve ser indicada rotineiramente no tratamento da escoliose.

Mesmo em casos de escolioses mais avançadas com necessidade de correção operatória, existe indicação de manter a reabilitação ate o momento da cirurgia, uma vez que o ganho pré-operatório na musculatura paravertebral e respiratória obtidos pelos métodos de reabilitação tendem a permitir uma recuperação pós-operatória mais harmônica e podem ter um efeito positivo na redução da dor no período pós-operatório. 

Não existe na literatura atual um consenso sobre qual seria o melhor método de reabilitação a ser utilizado no tratamento da escoliose, existindo diversas vantagens em cada modalidade. Enquanto algumas buscam resultados específicos, outras tendem a trabalhar a postura e o fortalecimento muscular de maneira global.  A escolha do método mais indicado para cada caso cabe ao médico especialista em conjunto com o fisioterapeuta responsável pela reabilitação, que indicarão a melhor forma de tratamento para cada paciente.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

1.GARFIN, Steven R. et al. Rothman-Simeone The Spine E-Book. Elsevier Health Sciences, 2017.

2. STEINMETZ, Michael P.; BERVEN, Sigurd; BENZEL, Edward C. (Ed.). Benzel’s Spine Surgery E-Book: Techniques, Complication Avoidance, and Management. Elsevier Health Sciences, 2021.

3. BRIDWELL, Keith H.; GUPTA, Munish. Bridwell and Dewald’s Textbook of Spinal Surgery. Lippincott Williams & Wilkins, 2019.

4. Moura D, Tarquini O, Cardoso OS, LingTP. Escoliose idiopática do adolescente – Prática desportiva após cirurgia de correção. Rev Port Ortop Traum.2018;26(3): 228-37. 

5. Segura DCA, Nascimento FC, Guilherme JH, Sotoriva P. Efeitos da reeducação postural global aplicada em adolescentes com escoliose idiopática não estrutural. Arq Ciênc Saúde UNIPAR.2013;17(3):153-57.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

quatro × dois =

Volatr ao topo