Doe Agora

Jantar beneficente marca lançamento de longa sobre João Carlos Martins

Estreia no dia 17 de agosto, o filme “João, o Maestro”, produzido pela LC Barreto, ilustra a história do Maestro João Carlos Martins, que superou diversas limitações físicas ao longo da vida para manter ativa a sua paixão pela música, seja como pianista, seja como Maestro.

Para marcar a chegada do filme às telonas, a produtora, em parceria com o restaurante Figueira Rubaiyat, em São Paulo, promoveu um jantar beneficente em prol da AACD. O evento reuniu, além do Maestro, astros do longa metragem, como Alexandre Nero, que interpreta o personagem principal em sua fase adulta, e Caco Ciocler, que deu vida ao professor de piano de João Carlos Martins.

Para Nero, o filme é importante porque “transcende a questão da deficiência”. Segundo o ator, as limitações estão na cabeça das pessoas, e o Maestro é um grande exemplo disso. “O João é um cara excepcional, que se reinventa diariamente. Utilizando dois dedos, ele continua tocando piano e, depois disso, estudou e se formou Maestro. Essa é a mensagem que precisa ficar para inspirar a todos.”

A inspiração promovida pela trajetória do maestro também foi destacada pela Presidente Voluntária da AACD, Regina Velloso. Traçando um paralelo entre a vida de João Carlos Martins e o trabalho desenvolvido na Instituição, a representante da AACD descreve que “A paixão do Maestro pela música o ajudou a vencer diversas batalhas. Semelhante à nossa paixão por ajudar os nossos pacientes, que os permitem vencer batalhas que vão desde dar os primeiros passos ou escovar os próprios dentes”.

Um dos destaques do jantar foi o convite do Maestro João Carlos Martins ao ator Alexandre Nero para juntos interpretarem no palco a música “Eu sei que vou te amar”, de Vinicius de Moraes, arrancando aplausos dos convidados. Como não poderia deixar de ser, a solidariedade também foi protagonista na noite, que contou ainda com um leilão conduzido pelo apresentador Arlindo Grund.

Na ocasião, um dos convidados arrematou por R$ 45 mil um veículo zero quilômetro, que a AACD havia recebido como doação da Nissan. O valor do arremate, juntamente com os recursos adquiridos com a venda dos convites, será revertido em investimentos no tratamento dos pacientes da Instituição.