Doe Agora

Perguntas frequentes-Equipe Médica

1) O que é cognição?

É o entendimento das coisas, a inteligência.

 

2) Epilepsia, todas as crianças têm? Quando considerar uma emergência médica?

Nem todas as crianças têm. Embora o índice seja elevado, cerca de 60%. É importante o uso da medicação prescrita, independentemente da quantidade de medicamentos em uso. Muitas vezes, para controlar as convulsões, o paciente precisa utilizar várias medicações. As convulsões só são uma emergência médica quando acontecem uma após a outra, pois poderá haver uma fadiga respiratória com posterior parada respiratória.

 

3) Atraso motor é diferente de retardo motor?

Não, trata-se da mesma coisa. O atraso no desenvolvimento motor se caracteriza por aquisição das etapas motoras em momentos diferentes daqueles esperados para a idade. Por exemplo, uma criança  que só consegue sentar aos 9 meses de vida apresenta um atraso, pois esta etapa é adquirida por volta dos 6 meses de vida.

 

4) O que é o Kernicterus?

É a impregnação do sistema nervoso pela bilirrubina, responsável pela icterícia (aquela cor amarelada que pode aparecer em alguns bebês após o nascimento).

 

5) O que são movimentos involuntários?

Como o nome diz, são movimentos que não controlados. Podem ser discretos ou muito intensos e que dificultam a função e o posicionamento.

 

6) O que é espasticidade?

A espasticidade é uma alteração do tônus e se caracteriza pelo aumento do mesmo, dificultando o manuseio do paciente. É importante dizer que está diretamente relacionada à velocidade, ou seja, se tentarmos manusear o paciente com muita rapidez, ele fará uma força contrária. Se tentarmos dobrar a perna, por exemplo, poderemos causar uma fratura. Por isso, todos os movimentos nos pacientes com essa alteração têm que ser lentos.

 

7) Quais os cuidados para pacientes com a doença dos ossos de vidro?

Como o próprio sugere, os ossos são muito frágeis e podem se quebrar a uma simples troca de postura. Esses pacientes costumam ter várias fraturas durante a vida, desde o nascimento, e isso faz com que não permitam que pessoas não muito próximas os manuseiem. Portanto, com esses pacientes, tenha muito cuidado!

 

8) Quanto à distrofia muscular de Duchenne, o que esperar em relação à sobrevida?

Esses pacientes são sempre do sexo masculino, pois trata-se de uma doença transmitida da mãe para os filhos. Não é incomum que as famílias tenham mais de um filho com o mesmo problema. A alteração começa pela dificuldade em andar e subir escadas e, como é uma doença progressiva, vão ocorrendo outras perdas. Dessa forma, o paciente se torna totalmente dependente, começa a apresentar dificuldades na deglutição, problemas respiratórios e cardíacos, além  da perda intelectual. Não há cura, e a morte é esperada na fase de adulto jovem. Atualmente, pela melhor abordagem respiratória, temos observado uma sobrevida maior, mas com muitas limitações motoras.

 

9) Alterações de sensibilidade na Mielomeningocele, o que acontece?

Nesses casos, os pacientes não possuem sensibilidade normal e, com isso, é necessário muito cuidado com uso de calor ou frio e superfícies ásperas. Na hora do banho, há necessidade de testar a água antes, pois, se estiver muito quente, poderão sofrer queimaduras pela falta da sensibilidade. Essa mesma situação precisa ser observada quando colocamos a criança para brincar no chão ou na areia quente.

 

10) Por que precisamos ter cuidado com a alergia ao látex nos pacientes com Mielomeningocele?

Estudos mostram que esses pacientes apresentam elevados índices de alergia ao látex (muito maior que na população geral) e precisamos ter cuidado, afastando dos pacientes os objetos com látex, especialmente os balões de ar que, ao estourarem, liberam partículas que, se inaladas, podem causar o choque anafilático levando até mesmo à morte.

 

IMPORTANTE: frisar que nessa aula temos: Paralisia cerebral, Mielomeningocele, Má-formação congênita e lesões adquiridas.